engenharia civil na prática

Engenharia civil na prática: conheça o projeto de alunos da Athon que melhorou as condições de uma estrada no interior de SP

Você sabia que a sustentabilidade e a economia podem caminhar juntas na construção de estradas?

Foi com essa premissa que uma turma de alunos do nono semestre de Engenharia Civil da Athon colocou em prática um trabalho de aplicação de resíduos de mineração para a melhoria de estradas vicinais. 

Com o objetivo de reaproveitar resíduos de mineração – material com potencial de impactar negativamente o meio ambiente, como o rompimento de barragens em Brumadinho e Mariana -, o projeto desafiou os acadêmicos a pensarem uma estratégia para melhorar uma estrada de terra localizada no município de Salto de Pirapora, interior de São Paulo. 

Conforme o professor orientador, Valmir Almenara, a iniciativa envolveu dois conceitos primordiais para o exercício da engenharia civil: 

A sustentabilidade e a economicidade. 

“O juramento de formatura do Engenheiro Civil é bem claro: ‘Respeitarei a natureza, evitando projetar ou construir equipamentos que destruam o equilíbrio ecológico ou poluam’”, frisa.  

Aplicação de resíduos na prática 

Compreendida a necessidade de ampliar a qualidade da estrada de chão em Salto de Pirapora, a turma dividiu o trabalho em duas etapas. 

A primeira ocorreu dentro do laboratório, momento em que os alunos realizaram análise dos materiais de mineração e escória e fizeram o seu processamento. 

O objetivo, segundo o professor Valmir, era identificar se eles poderiam, de fato, ser utilizados com segurança para o revestimento de estradas.

Depois disso, o trabalho consistiu em aplicar o material em um trecho de 800 metros da estrada experimental.

“Construída no ano de 2020, essa estrada liga a jazida onde é retirado o estéril de mineração a uma empresa de processamento de materiais. Diariamente ela é percorrida por tráfego pesado de veículos de grande porte. Ou seja, é uma estrada industrial de tráfego médio a intenso”, reforça. 

Mas qual foi o resultado desse experimento que envolveu a integração de uma pesquisa fundamentada com a aplicação prática orientada por uma banca qualificada de professores?

Além de motivar os alunos, que à época estavam às vésperas de conquistar o tão sonhado diploma, o projeto garantiu um retorno extremamente positivo no que toca à qualidade de pesquisa e execução da ideia. 

“Na estrada experimental não se observou qualquer defeito após o período de uso, enquanto que no trecho não revestido com materiais convencionais, foram identificados buracos de média intensidade.”

E como se já não bastasse, a economia gerada com a solução experimental também foi surpreendente. 

“O custo total do projeto para os 800 metros de extensão se executado com material granular convencional (britas) seria R$ 50.582,20. Com o material proposto, entretanto, caiu para R$ 18.935,10. Uma redução de 40%”, finaliza o professor. 

Para os alunos, networking e trabalho em equipe

aplicação de resíduos em estrada vicinal

O trabalho de aplicação de resíduos de mineração para a melhoria de estradas vicinais envolveu uma turma de alunos extremamente disposta a fazer a diferença e colocar em prática os ensinamentos obtidos ao longo de toda a graduação. 

Para Alisson Bellon Soares, o projeto foi uma experiência única, especialmente por envolver uma proposta comprometida com o futuro e o meio ambiente. 

“Além das experiências em equipe, de gestão, pesquisas e projetos, conseguimos criar um laço com os professores e orientadores. Desenvolvemos, também, networking e entendemos muito sobre nossa capacidade. Com toda certeza foi uma experiência que nos trouxe um conhecimento que não poderá ser tirado jamais”, pontua. 

O voto de confiança concedido pelos professores aos alunos é outro ponto que merece ser destacado. 

Para o agora engenheiro civil, Ricardo Calvo, apesar dos desafios e complexidades, a jornada se tornou muito mais completa por conta desse apoio. 

Foi uma experiência única para a minha formação. Imaginávamos algo positivo, mas nenhum de nós esperava tanto entusiasmo do orientador e da banca de professores”, complementa. 

Opinião compartilhada por Leonardo Correa Alves

“Pudemos aplicar técnicas, realizar pesquisas, ensaios, tudo para obter uma aplicação sustentável, proporcional a redução de custos e oferecer uma solução ao problema estrutural das estradas rurais. Prevíamos um resultado positivo, mas surpreendeu nossas expectativas e ficamos muito felizes.”

Engenheiros Civis em ação

Com o projeto entregue, o momento agora é de apropriação por parte das empresas e aplicação em maior extensão pelos ex-alunos, agora engenheiros civis formados pela Athon. 

Se interessou pelo projeto?

Pois saiba que a formação de engenharia civil é fundamental para formar profissionais capazes de projetar e gerenciar obras de prédios residenciais, comerciais e infraestrutura públicas. 

Para isso, eles precisam conhecer características de solos, topografia, tipos de fundações, saneamento e viver experiências na acadêmia que os capacitem para a realidade do mercado. 

Quer saber mais?

Clique aqui e saiba tudo sobre a carreira de Engenharia Civil 

blog vestibular

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.