curiosidades do empreendedorismo

8 curiosidades do empreendedorismo que você vai gostar de saber antes de empreender

Quer abrir o próprio negócio, mas ainda não tem certeza se essa escolha é mesmo para você? Que tal aprender algumas curiosidades do empreendedorismo e descobrir fatos que ninguém ainda te contou sobre ser o dono da própria empresa?

Antes de tudo, é importante saber que “empreender é, sem sombra de dúvidas, uma arte, um desafio e também estilo de vida”, como afirma Daniel Antonucci, professor de MBA da Athon Ensino Superior e CEO da CRM Educacional.

Para você ter uma ideia, conforme dados do Serasa Experian, a abertura de empresas no Brasil cresceu 23,3% entre janeiro e novembro de 2019, na comparação com o mesmo período de 2018.

Evidente que em 2020 o número pode sofrer alterações em função da pandemia do coronavírus.Por outro lado, tem muita gente se reinventando e investindo em novos negócios para suprir as tantas demandas que surgiram! 

Portanto seja resiliente e não esqueça: empreender não é algo estático. Você está em constante evolução. Abaixo confira alguns fatos curiosos sobre empreender.

1) Não será possível evitar os números

Mesmo que você tenha evitado eles durante a sua vida profissional, agora chegou a hora de reforçar: você não terá sucesso no seu negócio se não buscar uma aproximação com os números. 

A justificativa é muito simples: metas, fluxo de caixa, capital de giro, margem de lucro, despesas fixas, variáveis, projeções, investimentos, precificação. 

Essa é apenas uma amostra dos conceitos que você vai precisar dominar. 

A boa notícia é que, no início, nada precisa ser muito complexo. Com noções ensinadas em cursos de Administração de Empresas, Finanças ou Economia você já estará apto para “caminhar com as próprias pernas” inicialmente.

Obviamente, com o crescimento do negócio, os cálculos e os processos vão ficando mais complexos e será preciso se aprimorar para chegar tranquilo até lá ou até mesmo contratar um escritório de contabilidade.

2) Você precisa fazer as pazes com a burocracia

Não tem como fugir. 

Depois de conceber a ideia e planejar os detalhes do negócio, o próximo passo do empreendedor é enfrentar a burocracia. 

No Brasil, existe uma complexidade tributária e algumas regras, como a legislação do ICMS, que muda vez sim, vez não. 

Por isso, lidar com a papelada, certidões, impostos e estar atento a esse universo é fundamental para o andamento da sua empresa.

Lembre-se: essa pode não ser a parte mais “legal” do empreendedorismo, mas é muito necessário que você estude, troque ideias com outros empreendedores e tenha noção da responsabilidade de lidar com a burocracia. 

É importantíssimo que o próprio dono do negócio esteja a par de todos os processos. 

3) Você terá autonomia, mas nem tanta autonomia assim…

Uma das curiosidades do empreendedorismo que você mais deve prestar atenção  é o paradoxo da autonomia. 

É verdade. Você vai ter mais autonomia nas tarefas diárias, mas a carga de trabalho pode aumentar consideravelmente. 

O que isso quer dizer?

Que enquanto seus funcionários vão descansar em casa após o expediente, você vai correr atrás das responsabilidades extras como pagamentos, planejamento, estratégias e até mesmo cursos para não ficar desatualizado. 

Importante também lembrar que mesmo em férias, o dono do próprio negócio dificilmente desliga. 

Mas calma, nem tudo é assim tão pesado. 

Apesar de todos esses desafios, boa parte das pessoas que empreendem hoje dificilmente voltam a trabalhar como empregado. 

A razão é simples: satisfação e realização em ter o próprio negócio. 

4) As coisas podem mudar do dia para a noite (e isso pode ser legal)

Com emoção ou sem emoção?

Para quem é empreendedor, com emoção, sempre!

Daniel explica que “o desafio é saber que num único dia você terá várias boas notícias e outras várias não tão boas, o que fará você se sentir em uma montanha russa sem fim, muitas vezes sem saber quando virá o próximo “alto” ou próximo “baixo”.

Dentro desse contexto, que tal exercitar a sua capacidade de adaptabilidade?

Imagine você sendo dono de um restaurante. E se o principal cozinheiro passa mal horas antes de um importante jantar e você precisa pensar em uma solução para substituí-lo? 

Olhemos, então, para o cenário da pandemia da COVID-19. 

  • Quantas empresas rapidamente precisaram se adaptar à transformação digital para não ficarem obsoletas? 
  • Quantos negócios foram obrigados a implementar sistema de delivery sem nunca antes terem trabalhado com essa sistemática? 
  • Quantas fábricas adaptaram seus desenhos industriais para se enquadrarem às regras de distanciamento?

A crise do coronavírus veio para mostrar que a adaptação e a capacidade de dar respostas rápidas aos problemas é característica essencial para a sobrevivência dos empreendedores.

5) É preciso planejamento para pular para o barco do empreendedorismo 

Abandonar o barco para investir no próprio negócio não é tão simples assim. São muitas variáveis em jogo e tomar essa decisão exige organização. 

Sabe o velho lema do Zeca Pagodinho “Deixa a vida me levar, vida leva eu”? 

Pois nesse caso ele não se encaixa. 

banner mid vestibular

Segundo dados do IBGE, 21% das novas empresas fecham após 1 ano de atividade e 60% após 5 anos.

Para empreender é necessário ter os pés no chão. 

É preciso planejar, fazer um estudo de mercado, validar a proposta de valor, para então entender se o seu negócio tem chance de dar certo ou não. 

Ah, importante também ter um planejamento para as seguintes questões:

  • Em quanto tempo meu negócio vai começar a gerar lucro?
  • Quanto de reserva financeira eu preciso ter para aguentar esse tempo?
  • Quanto eu posso poupar por mês?

Estar consciente dos riscos e das oportunidades do mercado é fator essencial para que você possa tomar uma decisão tranquila de empreender.

Ah! Não estamos falando aqui de zerar riscos, até porque “risco” é algo que um empreendedor está suscetível todos os dias. 

Leia também: 5 Jovens Empreendedores Brasileiros Para se Inspirar

6) Resiliência: ame-a ou nem empreenda

Sim, resiliência pode até ser uma palavra clichê no universo do empreendedorismo, mas não podemos fugir dela. 

A partir do momento que você decidir empreender, precisa ter a ciência de que momentos de dificuldade vão existir

É nesse contexto que a resiliência aparece com força, pois trata-se da prática de continuar acreditando e aprendendo com as tentativas para tomar melhores decisões no futuro. 

Sem exercitar essa capacidade, as dúvidas darão lugar ao pessimismo e tudo vira motivo para achar que as coisas não vão dar certo ou que seu negócio não irá para frente. 

Lembra quando falamos da capacidade de adaptação? Pois ser resiliente é ser flexível e se adaptar bem à nova realidade, mesmo que ela não seja bem como você esperava. 

7) Empreendedores precisam saber ouvir (mas não precisam absorver tudo)

Steve Jobs já dizia: “Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior.”

Afinal, não será incomum encontrar pessoas no meio do caminho que queiram dar pitacos sobre o que você deve fazer no seu negócio. 

Aliás, os pitacos estão se multiplicando tanto que ser empreendedor hoje mais parece ser técnico da Seleção Brasileira de Futebol. 

Isso porque provavelmente você vai receber críticas de muitas pessoas que se dizem especialistas.

Claro… Isso não quer dizer que você não deve estabelecer um networking com empresários do seu mercado e trocar ideias com profissionais experientes

Quer dizer apenas que você não precisa absorver tudo o que os “pitaqueiros” de plantão lhe dizem. 

8) A inteligência emocional é a sua maior aliada

É unânime: todo empreendedor vive uma relação de amor e ódio com seu negócio. 

Nesse contexto, saber lidar com as emoções é fundamental para o seu sucesso e, não menos importante, para a sua saúde mental. 

Se você ainda é novo no assunto, uma dica é ler o livro Inteligência Emocional – A teoria revolucionária que redefine o que é ser inteligente, de Daniel Goleman

Lançada nos EUA em 1995, a obra alterou as práticas de educação e mudou o mundo dos negócios. 

Bom, mas por que é tão importante aprender sobre inteligência emocional? 

Porque ter controle sobre suas emoções poupará tempo, saúde e, acredite, dinheiro para você e seu negócio. 

Segundo Goleman, o fracasso e a vitória não são determinados por algum tipo de loteria genética: muitos dos circuitos cerebrais da mente humana podem ser trabalhados. 

Paralelo a isso, faça terapia, se exercite e, se possível, procure meditar. O equilíbrio emocional é peça-chave para você aprender a lidar com os desafios do seu negócio ou startup. 

Empreender: uma evolução sofrida, mas que dá gosto de ver

Pode até parecer sofrido, mas largar a estabilidade para empreender é uma atitude que vem acompanhada de muita realização e de crescimento profissional. 

Com o desafio diário do empreendedorismo você vai se autoconhecer e ver que é capaz de aprender e, mais, de evoluir em cada obstáculo.

“Por mais desafiador que possa ser, depois que você começa a empreender, a compartilhar seu sonho, sua visão com outras pessoas que estarão contigo em sua jornada, dificilmente você muda de caminho. O propósito envolvido na construção de um negócio traz uma sensação única de realização e felicidade”, explica Daniel.

Lembre-se que empreender não é uma simples decisão de mudança de emprego, mas sim a mudança de um estilo de vida. 

Dificuldades virão, mas nunca esqueça daquele ditado “mar calmo não faz bom marinheiro”. 

Esteja aberto às adversidades e você verá que o empreendedorismo pode oferecer a você uma das mais imersivas e ricas experiências de aprendizado profissional.

No MBA Athon, o curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento de Novos Negócios é uma excelente opção para quem busca entrar no mundo do empreendedorismo já com experiência teórica e prática.

Além disso, você receberá uma formação completa, com foco no desenvolvimento não só de habilidades técnicas, como de habilidades comportamentais e gerenciais.

Gostou desse conteúdo? Acompanhe a série Empreendedores de Sucesso e conheça a história de Elon Musk e Walt Disney

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.