analista de inteligência de mercado

Analista de inteligência de mercado: o que é, quanto ganha e como se tornar um

Já recebeu aquela oferta certeira de uma loja onde você costuma comprar? 

Ou então viu que o preço de uma mercadoria que você está “namorando” faz tempo caiu e entrou em promoção só para você? 

Parece mágica, não é mesmo? 

Mas isso é o poder dos dados, somado à atuação de um profissional muito importante para as empresas (sejam elas do varejo ou não): o analista de inteligência de mercado.

Essa profissão está em alta e deve seguir assim. Afinal, cada vez mais o mercado usa dados de desempenho e análises de comportamento do cliente para definir seus preços, planos promocionais e até mesmo os produtos a serem vendidos.

Se você é estudante e busca trabalhar no comércio de uma forma mais estratégica, acompanhe nosso artigo e descubra o que faz um analista de inteligência de mercado, onde e como ele pode atuar e quais são as médias salariais e as perspectivas de emprego.

O que faz um analista de inteligência de mercado?

analista de inteligência de mercado quanto ganha

Entender o que faz um analista de inteligência de mercado não é difícil. Pense nele como um profissional responsável por montar quebra-cabeças

Só que no lugar de peças, o analista usa dados para montar diferentes cenários de mercado para uma empresa.

“Mas que dados são esses?”

Calma, ele não usa o seu CPF ou o número do seu cartão para trabalhar. 

O analista de inteligência de mercado utiliza as informações que uma empresa colhe ao longo de suas relações comerciais, tais como:

  1. Histórico de compras;
  2. Produtos mais vendidos;
  3. Desempenho de vendas por período;
  4. Dados cadastrais de clientes (idade, sexo, endereço, formas de pagamento preferidas etc);
  5. Performance por canal de venda.

Toda essa “sopa de letrinhas e números” vai tomando forma nas planilhas e relatórios do analista com o objetivo de entender duas coisas básicas:

1. O comportamento dos clientes e seus principais interesses;

2. Como a empresa pode atuar de forma a satisfazer as principais necessidades e desejos do seu público-alvo. 

O resultado para a empresa costuma ser positivo. 

Mais vendas são feitas com muito menos esforço e mais assertividade na hora de criar estratégias de marketing.

Além de sua atuação junto ao time comercial, um analista de inteligência de mercado pode mapear oportunidades e riscos para uma empresa. 

Veja um exemplo: imagine que uma grande companhia aérea deseja ampliar suas operações no Brasil.

Seu time de analistas pode verificar se vale a pena comprar novas aeronaves e aumentar a frota.

Ou até mesmo se é melhor fazer uma oferta para comprar aviões de uma companhia menor, que está vivendo dificuldades financeiras. 

Ao mesmo tempo, eles podem calcular o risco dessa operação, ou seja, se o retorno sobre o investimento vale mesmo a pena ou se essa manobra de mercado é arriscada ou segura para a saúde financeira. 

Junto com esses dois campos de atuação, o analista de inteligência de mercado pode ser o famoso “espião da concorrência” e fazer análises de benchmarking. 

Nelas, o profissional fica de olho nos movimentos dos concorrentes para verificar o que sua empresa pode fazer para superá-los. 

Por fim, o analista também pode:

  1. Mapear tendências e antecipar sua aplicação em uma empresa (o que faz com que ela saia na frente do restante do mercado);
  2. Identificar falhas nos processos de vendas e nas interações com clientes;
  3. Pesquisar melhores parceiros para um negócio, seja uma transportadora ou um fornecedor de produtos
  4. Criar relatórios estratégicos para ajudar nas tomadas de decisão. 

O que não faltam são oportunidades para atuar de forma positiva! Mas para que isso seja feito com sucesso, o profissional precisa de algumas habilidades. Confira nosso próximo tópico e saiba quais são elas. 

4 habilidades necessárias para ser um analista de inteligência de mercado

Agora que você já sabe o que faz um analista de inteligência de mercado, vamos falar sobre o que esse profissional precisa dominar para ter destaque em sua carreira. Veja 4 pontos indispensáveis.

1. Organização

A rotina do analista é cheia de planilhas, dados, números e relatórios, por isso, é preciso ter boas habilidades para organizar essas informações para que elas não se percam ao longo dos dias de trabalho.

2. Conhecimento de mercado

Quem deseja seguir essa carreira precisa estar antenado no mercado. Isso significa que é preciso ler e pesquisar muito, seja sobre as tendências de compra ou a situação de um segmento perante a economia.

Dominar o mercado de atuação é importantíssimo em diversas áreas, mas no caso do analista de inteligência isso é indispensável para mapear tendências e contribuir com as melhores decisões para a empresa

3. Domínio de outros idiomas

Saber inglês, espanhol ou até mesmo mandarim são diferenciais importantíssimos. Isso porque muitas das tendências, sistemas de negócios e tecnologias que chegam ao Brasil são importadas de países como a China e os EUA. 

Além de permitir a leitura e compreensão de materiais importantes para suas análises, quem domina outros idiomas pode até se candidatar para vagas em grandes multinacionais, onde o salário costuma ser bem convidativo. 

4. Comunicação e habilidades de negociação

analista de inteligência de mercado habilidades

Um bom analista precisa ser um bom comunicador. Seja para apresentar seus relatórios de inteligência e deixar claro a importância dos dados colhidos ou para auxiliar em uma negociação empresarial. 

A comunicação é indispensável na rotina desse profissional, que transita pelos diferentes níveis de gestão da empresa e precisa ser objetivo na hora de interagir com executivos, clientes, fornecedores e parceiros comerciais.

Quanto ganha um analista de inteligência de mercado?

A quantia recebida por um analista de inteligência de mercado varia conforme alguns fatores:

  1. Experiência profissional;
  2. Área de atuação;
  3. Tamanho da companhia onde trabalha;
  4. Domínio de habilidades específicas (domínio da língua inglesa e das técnicas de comércio exterior, por exemplo).

De acordo com o guia salarial da consultoria de recrutamento Robert Half divulgado pelo portal Você S/A, um analista de inteligência de mercado de nível sênior pode ter ordenados superiores a R$15 mil por mês. 

A conta é feita com base em empresas que faturam acima dos R$ 500 milhões, o que pode parecer uma quantia exorbitante, mas é a realidade de muitas companhias multinacionais ou de destaque no cenário brasileiro

Em empresas de menor porte, o salário pode atingir R$ 8,4 mil. 

Para os iniciantes, a oferta também é convidativa. 

Empresas grandes pagam em torno de R$ 6,2 mil enquanto pequenas e médias companhias fazem o recrutamento inicial com salários na casa dos R$ 3 mil. 

Os dados do site Vagas.com, um dos maiores sites de emprego e mercado de trabalho do Brasil, não fogem muito do que foi apresentado pela consultoria. 

De acordo com o portal, o salário inicial médio é de R$ 3,2 mil e os níveis plenos recebem em torno de R$ 6 mil

A média geral (levando em consideração profissionais de todos os níveis) é de R$ 4,5 mil. 

Quais são as perspectivas de mercado para este profissional?

analista inteligente mercado

O futuro é promissor para quem deseja seguir a carreira de analista de inteligência de mercado. 

Sabe por quê? Porque cada vez mais as empresas baseiam suas decisões nos dados.

Estamos na era do Big Data, e parece que não há mais volta. 

O comércio, a indústria e até os prestadores de serviço já estão sentindo os resultados de trocar intuições por informações sólidas, que representam um panorama real de oportunidades, cifras e tendências de consumo.

Tanto empresas de pequeno porte, como uma loja que só vende pelo Instagram, quanto grandes companhias estão apostando nos dados como fonte de informações para guiar seus próximos passos.

Porém, trabalhar com dados significa interpretá-los e compreender o que faz sentido para a realidade empresarial, por isso, os analistas têm um papel muito importante e que tende a crescer nos próximos anos.

Eles serão os “tradutores” dessas informações, e pode ter certeza que tem muita informação disponível

Segundo a Social Good Brasil, a quantidade de dados captados nos últimos anos é um recorde. 

De acordo com estudos, nunca produzimos tantos dados e a produção deles dobra a cada 2 anos.

Em 2021, a consultoria estimou a criação de 350 zettabytes! Para se ter ideia, isso significa 35 trilhões de gigabytes, que é uma medida bem comum na informática. 

Isso significa que se você tem um computador com HD de 1 terabyte (mil gigabytes), você precisaria de 35 bilhões de computadores para armazenar todos os dados criados em 2021!

Pelo visto, o que não falta é recurso para os analistas de inteligência de mercado trabalharem, não é mesmo? 

Com tanta informação disponível, fica claro que será necessário um número cada vez maior de profissionais capazes de filtrar, interpretar e analisar esses números para ajudar no desenvolvimento dos negócios. 

Como se tornar um analista de inteligência de mercado?

Felizmente, é possível adentrar no universo do Marketing Intelligence por diferentes meios. 

Pessoas formadas em Administração, Gestão de Marketing e Publicidade e Propaganda podem ingressar neste mercado, já que boa parte das hard e soft skills necessárias são apresentadas ao longo do curso superior.

Mas pense em ir além da formação básica. 

Este segmento pede especialização e atualização constante, por isso, um MBA com foco em Big Data e Analytics se apresenta como um importante diferencial para conquistar boas vagas. 

Entre no mercado de inteligência de mercado

Se você quer se tornar um excelente analista de inteligência de mercado, é preciso escolher a melhor Instituição de Ensino para seus estudos, concorda?

Aqui na Athon você pode cursar todos os programas de ensino que te capacitam para trabalhar com inteligência mercadológica. 

As grades curriculares dos cursos de Administração, Gestão de Marketing e Publicidade e Propaganda oferecem o equilíbrio perfeito entre teoria e prática, o que é indispensável para formar bons profissionais e capacitá-los para os maiores desafios do mercado. 

Além da formação básica, oferecemos também programas de pós-graduação, como o MBA em Big Data e Analytics, que colocam você na frente dos concorrentes e oferecem conhecimento essencial para enriquecer sua bagagem profissional.

blog vestibular

Quer receber informações sobre inovação e mercado de trabalho?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.